Notícias


ACIPG e UTFPR aproximam universidade e classe empresarial

24/07/2014


Compartilhe

Abrangendo as áreas da indústria, comércio, serviços e agribusiness, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) estabelece parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Campus Ponta Grossa. A proposta é que a UTFPR possa apresentar seus trabalhos  incubados e prestadores de serviços para os associados da entidade, além  da ACIPG indicar membros para a banca de avaliação de projetos para o  Hotel Tecnológico e a Incubadora de Inovações.

“Assim, a ACIPG poderá ser uma via de acesso de empresários e empreendedores  à estrutura e aos professores da UTFPR, colaborando com o desenvolvimento de produtos e serviços de interesse dos empresários”, destaca o presidente da ACIPG, Nilton Fior.

O diretor-geral do campus Ponta Grossa, professor Antonio Augusto de Paula Xavier, comenta que a parceriacontribui com o crescimento e progresso da região. “Dentro da universidade, permeia-se a difusão do saber nas mais diversas áreas do conhecimento. Este saber, avanço, inovação ou incremento de tecnologia chega de uma ou outra maneira às portas da empresa. Sempre que essa via é próxima o ganho é de todos, pois assim como o setor produtivo tem acesso rápido ao avanço do conhecimento, o setor acadêmico dispõe desse modo da melhor maneira de autorreciclagem, avançando cientificamente e tecnologicamente, visando necessidades e tendências de toda uma comunidade”.

O professor Nelson Canabarro, responsável pelo Hotel Tecnológico e a Incubadora de Inovações da UTFPR, comenta a parceria com a ACIPG, dando destaque a melhorias que estão por vir. “A aproximação da academia com o setor produtivo é a melhor forma de  atualizar o currículo acadêmico e formar egressos mais conectados com  a realidade do mercado, assim como de potencializar o capital  intelectual da UTFPR para o desenvolvimento local sustentável”.

A entidade e a universidade avaliam os benefícios que poderão ser alcançados com a ação, tanto por parte da comunidade acadêmica, como pelos empresários. “A ACIPG poderá ter acesso aos serviços da universidade, como incubar projetos e ideias, utilizando serviços de empresas juniores. Fundamental esse pensamento para nosso Plano de Trabalho, ‘Vivo Aqui, Invisto Aqui’, que poderá contribuir com a capacitação profissional de acordo com as demandas dos setores da economia”, explica Fior.

Canabarro destaca que a universidade pode abrir oportunidades de estágio e trabalho aos acadêmicos, além de espaço de pesquisa aos professores.

Xavier também comenta que os benefícios são mútuos. “O setor empresarial tem muito a ganhar com a difusão do conhecimento e com a possibilidade de ter em sua empresa profissionais bem formados, com consciência em relação à transformação da sociedade e de gerações. A academia também ganha por ter à disposição uma maior possibilidade de estágios e de complementação de formação de seus alunos, recebendo assim informações primordiais de necessidades e demandas de todos os setores da comunidade”. 





Leia Mais Notícias