Notícias


ACIPG inicia projeto com foco no desenvolvimento local

06/02/2014


Compartilhe

            O projeto Antares, lançado em setembro de 2013, inicia suas atividades nesta sexta-feira (07), às 14 horas, na sede da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG). Nesta primeira turma estão inscritos 27 alunos, com idade entre 14 a 16 anos. O objetivo do projeto é levar noções de empreendedorismo em contra turno aos melhores alunos das escolas públicas e privadas da cidade. 

        “O projeto quer complementar o ensino em contra turno para alunos que se destacaram no ensino médio das escolas públicas e particulares do Município, com conteúdos nas áreas de Português, Matemática, Física, Química, noções de Administração, de Contabilidade, de Direito e Empreendedorismo”, destaca o coordenador do projeto, Eduardo Salamacha.

            Os alunos passarão por um treinamento Mastermind no início do curso para aprimorar a parte comportamental. O projeto também visa motivar lideranças locais em cada bairro, com o intuito de influenciar positivamente outras pessoas. “Somente por meio da criação de lideranças locais nos bairros conseguiremos modificar as comunidades e a cidade como um todo.A ideia é aproximar os projetos Antares e Quasar, além de estimular voluntários ao Observatório Social de Ponta Grossa (OSPG)”, ressalta Salamacha.

            A ACIPG desenvolve o projeto em parceria com o Instituto Mundo Melhor (IMM), com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Mastermind.

A gerente administrativa e financeira da ACIPG, Ariane Wiesinieski Festa, comenta o objetivo da entidade com os projetos. “A ACIPG tem a visão de promover o desenvolvimento local, tendo esta ação inclusive em seu planejamento estratégico, por isto a entidade tem dado todo o apoio necessário na gestão. Uma cidade com empreendedores qualificados será uma cidade forte, desenvolvida e com mão de obra especializada”, frisa.

            Os alunos escolhidos para o projeto foram indicados pelos pedagogos e diretores das escolas, sendo escolhidos os que tiveram as melhores notas e frequência nas aulas. Também passaram por entrevistas com a coordenação do Antares.

            O projeto acontecerá em três módulos, duas vezes por semana - quinta e sexta-feira – em contra turno. As aulas devem ter sequência ao longo de todo o ensino médio, de modo que ao final dos três anos os alunos tenham conhecimentos avançados em português, exatas e empreendedorismo.

Outros projetos

            O Projeto Quasar, implantado em 2013, já apresenta resultados como a turma piloto da Aldeia David Federmman, no Jardim Paraíso. Trata-se de uma corrente de capacitação que fornecerá em cada bairro uma primeira turma, inicialmente mantida por um grupo de empresários, em que cada participante deverá, após ser colocado no mercado de trabalho, manter a capacitação de outro membro da própria comunidade, dando continuidade à ação.

            Já o Projeto Khan, que será lançado este ano, afetará em médio prazo toda a educação de ensino fundamental ao médio nas instituições assistenciais da cidade.

Jornalista: Thaís Helena Ferreira Neto Oliveira

MTB: 6868





Leia Mais Notícias