Notícias


ACIPG investe em projetos de desenvolvimento regional e capacitação profissional

18/11/2013


Compartilhe

Durante o ano de 2013, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) desenvolveu importantes projetos com foco em duas áreas de seu planejamento estratégico: desenvolvimento e capacitação. Trata-se do ‘ACIPG nos Bairros’, projeto de desenvolvimento regional que levou o portfólio de produtos e serviços da entidade a diferentes bairros de Ponta Grossa e os projetos de capacitação profissional ‘Quasar’ e ‘Antares’. Cada um com sua linha de desenvolvimento e aplicabilidade levou o nome da ACIPG para bairros e comunidades da cidade.

ACIPG nos Bairros:

Com a ideia de levar a entidade aos bairros de Ponta Grossa, surgiu em maio de 2013 o projeto ‘ACIPG nos Bairros’, que dividiu a cidade em regiões visando descentralizar a ACIPG e seus mais de 30 produtos e serviços. Através do projeto, a entidade contou com um estande em locais estratégicos nos bairros mapeados e também atuou, através de seus colaboradores, com um trabalho de visitação aos empresários apoiados por um marketing direcionado dos serviços da ACIPG, identificando as reivindicações da população e dos comerciantes.

            Os estandes itinerantes da entidade percorreram os bairros de Oficinas, Uvaranas, Jardim Carvalho, Órfãs, Vila Estrela, Colônia Dona Luiza, Ronda, Cará-Cará, Neves, Contorno, Piriquitos, Chapada, Nova Rússia, Boa Vista, Olarias, e Distrito Industrial. Ao todo foram visitadas 1.608 empresas.

            Permanecendo aproximadamente 15 dias em cada bairro, o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo, comenta que o projeto foi além do portfólio da entidade, pois os empresários e cidadãos também acreditam que a ACIPG pode contribuir com questões do cotidiano. “Além de mapear as micro, pequenas e médias empresas e apresentar a entidade, a classe empresarial e a sociedade viram na ACIPG um canal de confiança, em que passaram aos nossos colaboradores reivindicações de segurança, trânsito e melhorias nos bairros. Essas reivindicações foram agrupadas em documentos que serão entregues aos órgãos responsáveis, pois também é nosso dever colaborar e desenvolver a região, oportunizando melhorias aos empresários e cidadãos”, ressalta.

O gerente comercial da ACIPG, Rafael Lizieri, comenta a aproximação da classe empresarial nos bairros visitados. “Ao disponibilizarmos um estande da ACIPG nos aproximamos dos empresários das regiões mapeadas e ao mesmo tempo prestamos serviços à população dos bairros, como consultas SPC/Serasa e cadastro de currículos. Levamos as soluções empresariais que a ACIPG possui e isso faz toda a diferença quando falamos de desenvolvimento local. O empresário encontra na ACIPG, entre os mais de 30 produtos e serviços oferecidos, ferramentas para melhorar sua rentabilidade, tendo mais oportunidades de crescimento”.

Quasar e Antares:

            Iniciados em 2013, os projetos têm foco no desenvolvimento local e são realizados pela ACIPG em parceria com o Instituto Mundo Melhor (IMM) e universidades.

            O projeto Quasar já apresenta resultados como a turma piloto da Aldeia David Federmman, no Jardim Paraíso. Trata-se de uma corrente de capacitação que fornecerá em cada bairro uma primeira turma, inicialmente mantida por um grupo de empresários, em que cada participante deverá, após ser colocado no mercado de trabalho, manter a capacitação de outro membro da própria comunidade, dando continuidade à ação.

“O Quasar surgiu com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas em alguns bairros da cidade, combatendo o desemprego e a ociosidade. O objetivo não é apenas capacitar, mas modificar a consciência coletiva da população de cada bairro em que o projeto passa”, explica Leopoldo.

            O Antares, lançado em setembro deste ano, tem o objetivo de levar noções de empreendedorismo em contra turno aos melhores alunos de 15 a 17 anos das escolas públicas e privadas do Município, com conteúdos nas áreas de Português, Inglês, Matemática, Física, Química, Administração, Noções de Contabilidade, de Direito e Empreendedorismo.

            O presidente da ACIPG comenta que os projetos podem trabalhar juntos. “No caso do Antares, a contrapartida destes alunos será influenciar positivamente outros jovens nos bairros onde vivem, canalizando-os para o Quasar”, destaca Leopoldo.

A gerente administrativa e financeira da ACIPG, Ariane Wiesinieski Festa, comenta o objetivo da entidade com os projetos. “A ACIPG tem a visão de promover o desenvolvimento local, por isto a entidade tem dado todo o apoio necessário na gestão, pois uma cidade com empreendedores qualificados será uma cidade forte, desenvolvida e com mão de obra qualificada”, frisa.

As aulas desenvolvidas no Expresso de Informática Mundo Melhor ou na Sala Virtual Mundo Melhor localizada na ACIPG reforçam o trabalho de desenvolvimento e capacitação proposto.

Para participar do Projeto Quasar é necessário ter idade acima de 16 anos. Os cursos acontecem em duas etapas:na primeira são ofertados cursos on-line, na segunda são encaminhados pelo Pronatec para cursos presenciais realizados no SENAI e SENAC. Ao término, são encaminhados ao mercado de trabalho com o Banco de Currículos da ACIPG. Não há custo para a realização dos cursos.

No projeto Antares serão aceitos jovens de 15 a 17 anos (ensino médio de escolas públicas e privadas) que obtiverem as melhores notas na maratona intelectual do IMM e também por avaliação através dos diretores das escolas.

            O Projeto acontecerá em seis módulos, três vezes na semana - quarta, quinta e sexta-feira. As aulas devem ter sequência ao longo de todo o ensino médio.

Jornalista: Thaís Helena F. Neto Oliveira

MTB: 6868





Leia Mais Notícias