Notícias


ACIPG recebeu ex-senador Osmar Dias

18/08/2017


Compartilhe

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG)recebeu na noite da quinta-feira (17) a visita do ex-senador e pré-candidato ao Governo do Estado, Osmar Dias. A reunião foi convocada pela própria assessoria do ex-senador que veio à região para ouvir as bases e coletar propostas para o seu plano de governo.

Dias estava acompanhado dos deputados estaduais Plauto Miró (DEM) e Márcio Pauliki (PDT), de assessores e do presidente do Podemos (PODE), Elizeu Chociai, partido pelo qual seu irmão, Álvaro Dias, deverá lançar candidatura à Presidência da República em 2018 e pelo qual o próprio Osmar poderá sair candidato no Estado.

Na reunião de trabalho representantes de entidades e da comunidade apontaram problemas relacionados à segurança, transporte e infraestrutura como prioridades para a região. Pontos que foram debatidos pelo pré-candidato e deverão figurar no plano de governo caso sua candidatura seja efetivada. “Estamos numa caminhada pelo estado para colher ideias. Nas duas campanhas anteriores elaboramos o plano de governo com especialistas e técnicos, mas o período afastado da política me mostrou que não é assim que deve ser feito. Devemos buscar em cada região os anseios da população”, disse, solicitando à ACIPG que auxilie no levantamento de propostas nos Campos Gerais.

 

Esse compromisso de buscar dados junto à comunidade foi um ponto que o diretor de Assuntos Comunitários da ACIPG, Luiz Eduardo Pilatti, pediu que seja levado a sério pelo pré-candidato. Segundo Pilatti, a cada eleição a Associação Comercial tem o hábito de montar um caderno de propostas e reivindicações que é entregue a cada candidato. “Nós entregamos o material pronto, vemos que os candidatos assumem as propostas, mas infelizmente o cumprimento deixa muito a desejar”, ressaltou.

O presidente da ACIPG, Douglas Taques Fonseca, cobrou alguns assuntos que considera importantes na agenda de qualquer candidato ao Governo. Douglas pediu compromisso com a redução dos valores dos pedágios e com novas licitações para os contratos que vencem nos próximos anos. “O serviço prestado pelas empresas aqui na região é muito bom, o problema é que está muito caro. Isso precisa ser revisto”, apontou. O presidente também falou sobre a Escarpa Devoniana que, de acordo com ele, foi demarcada de forma errada no passado e agora precisa de uma delimitação correta. “A escarpa só está sendo diminuída no papel. Na prática não muda nada porque o que verdadeiramente está preservado vai continuar. Algumas áreas serão até recuperadas”, explicou.

O ex-senador reforçou que a questão da Escarpa deve ser discutida com a sociedade, principalmente com as pessoas que são diretamente afetadas pela demarcação. Para ele é um assunto que não pode ser imposto pelo Governo. Já sobre as rodovias Osmar disse que não quer fazer discurso de campanha, mas que também defende uma nova licitação além da cobrança das empresas pelas obras não executadas.





Leia Mais Notícias