Notícias


PMAI tem a sua primeira reunião de trabalho

30/06/2017


Compartilhe

Na manhã da sexta-feira (30) foi realizada na sede da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) a primeira reunião de trabalho do Programa Municipal para Atração de Investimentos (PMAI). Participaram do encontro entidades de diferentes setores da sociedade, além de representantes da Prefeitura e da ACIPG.

Segundo o gerente de Desenvolvimento Econômico da Agência Paraná Desenvolvimento, Jean Alberini, essa é a primeira etapa do processo de diagnóstico socioeconômico que foi contratado pela parceria firmada em maio deste ano entre a ACIPG e o Executivo. “É uma pesquisa de percepção, por isso é importante reunir essa parte representativa do município para entender qual a visão da sociedade civil sobre a cidade”, explicou.

Alberini fez uma breve explanação de como funciona o PMAI e deixou a palavra aberta para que os participantes pudessem fazer considerações sobre a economia da cidade. Esse momento do encontro foi marcado por comentários positivos dos representantes das entidades, ressaltando a visão de que Ponta Grossa tem se destacado na organização da sociedade civil, principalmente das instituições de classe. “Há uma maior participação da comunidade nas questões econômicas do município, principalmente das entidades”, destacou o secretário Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonar.

Após a palavra aberta foi entregue um questionário de 160 perguntas para serem respondidas em uma escala de 0 a 10. As questões foram divididas em 11 categorias sendo: condições de infraestrutura; base empresarial; clima de investimentos; mercado; estrutura urbana; condição social; base educacional; condições e relações de trabalho; sistema de ciência e tecnologia; meio ambiente; e ambiente institucional. O resultado dessa pesquisa de percepção será depois contrastado com os dados que serão obtidos pela Paraná Desenvolvimento a respeito do município.

O objetivo do programa é buscar uma melhoria tanto no ambiente de negócios do município quanto na sua gestão, tornando-o mais atrativo e eficiente aos olhos dos investidores. A ideia é que esse material sirva para discussões da visão de futuro de Ponta Grossa, com a percepção de gargalos a serem superados e ações necessárias para alcançar objetivos, com mapeamento das cadeias produtivas, definição das vocações econômicas e estratégias de ação para atração de novas empresas.

Para o diretor de Assuntos Comunitários da ACIPG, Luiz Eduardo Pilatti Rosas, essa data foi histórica para Ponta Grossa porque marca o início de um projeto que vai impactar diretamente no planejamento para o futuro do município. “Estamos consolidando um projeto que é importante porque sempre foi muito difícil projetar a longo prazo em Ponta Grossa”, disse.





Leia Mais Notícias