Notícias


ACIPG na inauguração da Sala do Empreendedor

31/03/2017


Compartilhe

O diretor de Prestadores de Serviço da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) Juliano Kobellache, juntamente com a superintendente da instituição estiveram na manhã desta sexta-feira (31), na das novas instalações da Sala do Empreendedor, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional.

O atendimento que era feito no 4º andar da Prefeitura passa, agora, para o térreo. O novo espaço passa a funcionar já a partir de segunda-feira. De acordo com a coordenadora de Fomento, Empreendedorismo e Inovação, Tônia Mansani, uma das vantagens do novo espaço é que o atendimento relacionado ao meio ambiente e vigilância sanitária estarão na mesma estrutura, criando mais facilidades para o empreendedor.
A Sala do Empreendedor é responsável pelo atendimento e apoio a Microempreendedores Individuais (MEI). Na sala, são realizados trabalhos como formalização, alteração contratual, baixa empresarial, entre outras atividades. Somente em 2016 foram atendidos em torno de 25 mil empresários. “A Sala do Empreendedor é o primeiro passo do novo empresário para aprender a andar sozinho”, destaca Tônia Mansani.
O prefeito Marcelo Rangel disse, durante a inauguração, que Ponta Grossa, hoje, é um símbolo máximo de empregabilidade e, portanto, é um dever da Prefeitura fomentar o emprego. Nesse quesito, o trabalho realizado tem se mostrado de alto nível. O secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Henrique Carbonar, lembra que no ano passado, com 25 mil atendimentos, a sala teve apenas duas reclamações.
O diretor de Prestação de Serviço da ACIPG aponta que este novo espaço para a Sala do Empreendedor é um avanço que o poder público promove ao empreendedorismo. Ele parabeniza o prefeito e todos os envolvidos, por através da união com outros setores do Poder Executivo, como também de outros órgãos, possibilitar a diminuição da burocracia. “Os empresários já contam com diversas dificuldades para estabelecer e manter seu negócio, incluindo a alta carga de impostos. Em virtude disso, ferramentas como esta, que facilitam os processos de legalização, são bem-vindas para os novos empreendedores”, disse Kobellache.





Leia Mais Notícias